sábado, dezembro 27, 2008

O que queria

Não me perguntes o que quero,
Não saberei responder com certeza
Nem sem ambigüidades;
Me perguntes o que queria e te responderei:
Queria que não fosses embora quando me envolves em teus abraços;
Queria que ficasses mais tempo comigo porque as horas voam;
Queria olhar-te nos olhos, calado,
E deixar-te penetrar nos meus em silêncio;
Queria ouvir tua voz cantando para mim
Promessas de amor, letras de amor que não são minhas,
Mas que me fazem feliz e me dão a esperança-
Essa esperança tola de poetas e sonhadores.

Se me perguntasses o que eu queria,
Saberia te dizer, rapidamente, recostando tua cabeça ao meu peito
Enquanto meus dedos te fazem carinho:
Queria que não amasses outro;
Queria que me incluisses nos teus planos;
Queria não ser "futurista", mas manter-me todo no presente, aqui com você,
Nesses momentos lindos em que tu e eu nos amamos;
Queria que me buscasses quando não me visses,
E que teu coração acelerasse ao me encontrares;
Queria que te inquietasses ao pensar que eu não estaria por perto,
E que saltasses de alegria ao ouvires minha voz;
Ah! como eu queria!

Queria que lembrasses de mim ao veres a lua,
E que quisesses vir correndo me beijar;
Queria que o sol, o vento, o mar e as árvores que daçam à brisa
Te fizessem recordar de mim e te dessem o desejo de nunca me deixar partir.

Se me perguntasses o que eu queria,
Saberia te dizer de imediato essas coisas que sinto
Mas que deixo aqui dentro de mim, guardadas,
Escondidas nesse infinito contínuo
De desejos e sonhos que eu sou
Até a hora em que desejes saber o que eu queria.


Visite: www.marciowaltermachado.com.br

domingo, dezembro 21, 2008

As horas

As horas passam e você não vem,
o compasso do tempo gira gira gira o mundo
e o dia vai embora sem dizer adeus -
sol se pondo, céu vermelho, noite chegando, olhos tristes
gente que foi, gente que veio - onde está você?

Esses minutos que passam longos são cruzes,
redemoinhos de vento pelo caminho -
queria estar com você só um bocadinho
pra tocar seu corpo sentir sua boca rever seu riso:
me faz tão feliz tudo isso!

Seria bom se a noite parasse pra nós;
se tivéssemos a lua no céu sobre o mar
pra nós dois;
peixinhos nadando velozes, estrelas brilhando, flores exalando perfume
e no ar, no ar só suas palavras de carinho
e o piu de algum passarinho ao redor.

Mas as horas passam, passam e você não vem -
onde estão os olhos que me fazem sonhar
e os lábios que me levam às nuvens
e o som dessa voz que me faz tão bem?

Esses minutos que passam são cruzes.
Mas é só você chegar que eles se tornam luzes
brilhando o universo, criando versos e me fazendo cantar
essa canção de amor que me faz lembrar você.


Visite: www.marciowaltermachado.com.br

sexta-feira, dezembro 19, 2008

Esmeraldas



Quando eu me perco nesse olhar
de esmeraldas sob o mar
sinto meu coração se encher do céu,
e toda a imensidão do universo
dentro de mim.



É como se as estrelas brilhassem assim
feito jóias sob a luz,
e esse seu riso lindo alcançasse meu coração
com sua voz, seu violão
e seu rosto me seduzindo:
notas de uma canção que ainda não escrevi.

Uma noite, um acaso, seis acasos
que só nós dois entendemos bem, ou não entendemos.
Hey bem, eu estou feliz com você
seu riso acanhado,
cara de sono acordando lentamente
e esses lábios que me beijam docemente
fazendo meu coração bater apressado.

Você e eu sentados, deitados, corando ao pôr-dol-sol
na Barra, no Humaitá, lá em casa, o acaso veio
e fez a gente rir juntos
e me fez sorrir olhando nos seus olhos de esmeraldas sob o mar
com ar de admiração, de sonho, de ilusão, de pecado.

Mas não há pecado quando vejo esse rosto
de sorriso tímido, esse jeito calado, essa cara sapeca
de criança levada, de jeito manhoso e de suspiros!
Esse sopro quente em minha pele, em meus ouvidos
que me faz tremer todo
que me arrepia, me excita, me faz perder o juízo
sempre quando eu me perco nesse olhar,
de esmeraldas sob o mar
fazendo meu coração como um barco à deriva
navegar até um porto onde haja o sol a brilhar feito jóias
sob a luz celeste.

São seus olhos de esmeralda sob o mar
quando eu me perco nesse olhar
fazendo meu coração bater mais forte
esses olhos de esmeraldas sob o mar.

visite: http://www.marciowaltermachado.com.br/

domingo, dezembro 14, 2008

Moqueca Baiana Receita Fácil


Para fazer uma moqueca baiana não há segredos, é extremamente fácil. Você precisará apenas de alguns ingredientes que encontrará rapidinho no mercado + próximo da sua casa.
Vamos a ela:

Ingredientes:
1 pacote de filé de peixe - o Costa Sul é bom e já vem tratado;
Tempero verde a gosto - eu uso um molho;
sal a gosto - uma colherzinha de chá bem rasa está de boa medida;
1 colher de sopa de azeite de dendê;
1 garrafinha de leite de coco - 200 ml.;
1 cebola pequena fatiada;
1 colher de sopa de manteiga;
2 tomates fatiados;
2 pimentões pequenos;
2 caldos de bacon;
suco de 3 limões.


Modo de fazer:
Ponha o peixe em um recipiente, passe o sal sobre ele junto com parte do tempero verde (separe-o em duas porções, bata uma no liquidificador, e deixe a outra sem bater) e deixe-o no suco de limão por alguns minutos a fim de que o cheiro do peixe desapareça: + ou - 20 minutos. Depois desse tempo, retire todo o suco de limão, pois o peixe pode ficar amargo. Coloque o leite de coco e o resto do tempero verde e deixe tomar gosto por mais 20 minutos. Após isso, doure a cebola na manteiga e em seguida despeje todo o conteúdo do recipiente para misturar-se à cebola. Adicione o azeite de dendê, os caldos de bacon e o pimentão. Não adicione água nem mexa o peixe, a carne pode despedaçar-se se muito manipulada - mexa só até ter distribuído o azeite de dendê por toda a panela. Quando levantar fervura, acrescente o tomate e deixe por mais cinco minutos. após isso, acrescente o restante do tempero verde.


Sirva com arroz branco e vinho tinto e farofa de manteiga.
A receita é para 2 pessoas.